Um grupo de pessoas que se uniram pelo bem.

NOSSA JORNADA

Foi durante os trabalhos assistenciais realizados na Casa de Eurípedes, hospital espírita localizado em Goiânia (GO), que a Comunidade Espírita Ramatis – CER deu seus primeiros passos, em 1988. Um verdadeiro encontro de almas, afinizadas pelo propósito de ajudar quem vivencia experiências de dor, sejam elas físicas, emocionais ou espirituais.

Sob a proteção do mentor espiritual Ramatís, espírito amigo e ávido trabalhador da seara de Jesus, a CER foi oficialmente fundada em fevereiro de 2004, com a missão de unir as tradições espirituais do Oriente aos preceitos cristãos, para acolher todos que nela procuram auxílio, sem distinção de raça, religião, sexo ou credo político.

Reconhecida regionalmente pela diversidade dos tratamentos filantrópicos oferecidos, seja de viés espiritual, psicológico ou energético, a comunidade recebe mensalmente por volta de 5 mil pessoas, acolhidas de forma fraterna por uma equipe de cerca de 500 trabalhadores voluntários.

Comprometida em ajudar a todos à luz do espiritualismo universalista – corrente filosófica baseada nas teorias do karma e da reencarnação -, oferecemos cursos e formações para novos voluntários. Nosso desejo é expandir cada vez mais o público assistido e manter o trabalho de assistência ao próximo sempre ativo.

MANIFESTO RAMATÍS

Somos humanos. Seres humanos. Passíveis a tragédias, a enfermidades, ao sofrimento. Vulneráveis fisicamente, emocionalmente, espiritualmente.

Somos humanos, igualados pela dor. Seres universais, incapazes de medir a dor o outro. Mas abertos para ajudar, acolher, se importar. É no que acreditamos. É o nosso motivo de existir.

Somos a Comunidade Espírita Ramatís. Um grupo de pessoas que se uniram pelo bem. Doadores de afeto, energia, conhecimento ou até um simples abraço.

Um lugar universal, para acolher quem bate à sua porta. Não importa a razão. Se o problema atinge o corpo ou a alma. Não estamos aqui para medir ou julgar dores. Porque para nós, toda dor importa. E seja qual for a sua, estamos de braços abertos para te acolher.

QUER AJUDAR VIDAS?

Seja um voluntário e ajude nos tratamentos da Casa.

SOBRE RAMATÍS

Ramatis é um espírito provindo de outras latitudes siderais e faz parte da elevada hierarquia terrestre que assessora o Mestre Jesus em seu projeto de evolução da Humanidade. Por amor a nós, reencarnou várias vezes na Terra, no seio de várias raças, sendo lembrado como notável instrutor e mestre em diversas tradições.

Coordenador da Fraternidade da Cruz e do Triângulo, equipe extrafísica de espíritos oriundos do Cristianismo e das tradições religiosas do Oriente, Ramatís é comprometido em difundir síntese do conhecimento contido nas doutrinas religiosas e espiritualistas ocidentais e orientais, a fim de promover a integração dos homens em torno de valores éticos e cosmoéticos em comum, bem como a expansão dos horizontes conscienciais planetários.

O convite ao autoconhecimento e à conscientização do ser humano em relação ao seu habitat, são conceitos sistêmicos igualmente abordados por Ramatis, além do espiritualismo universalista – corrente filosófica baseada nas teorias do karma e da reencarnação, a favor de que cada indivíduo, em vez de aderir, com exclusividade ou primazia, a determinado credo, sistema ou doutrina, faça sua síntese pessoal das diversas correntes de pensamento relacionadas à espiritualidade e às demais expressões culturais da humanidade.

Em função da proposta universalista de Ramatis, os médiuns que psicografam suas obras possuem perfis diferenciados, mesclando influências do esoterismo, do Hinduísmo, da Umbanda, da doutrina espírita, da Conscienciologia, da Projeciologia e do espiritualismo laico e temporal.

Os distintos perfis de seus médiuns e a mediunidade inspirativa (não-mecânica) de muitos deles fazem com que possuam, muitas vezes, opiniões diferentes sobre mesmas temáticas conscienciais.

Para que se tenha uma visão abrangente do pensamento de Ramatís é necessário comparar o conteúdo das obras escritas por seus médiuns e extrair pontos de convergência. As semelhanças residem no discurso do espiritualismo universalista, na abordagem de questões pouco discutidas na literatura espiritualista e na invocação de princípios éticos universais.